Bolsas da Europa fecham sem direção única com tensão entre Irã e EUA

Bolsas da Europa fecham sem direção única com tensão entre Irã e EUA
3 de janeiro de 2020 comprararmas



Taurus Preço é aqui. Pronta entrega!


Fale conosco via whatsapp

As bolsas de valores da Europa fecharam esta sexta-feira, 3, em direções contrárias, com maioria em queda diante da elevada tensão no Oriente Médio com ataques dos Estados Unidos contra um grupo iraniano no Iraque, matando o general Qassim Soleimani, comandante das Forças Quds – uma unidade especial da Guarda Revolucionária do Irã.

Teerã prometeu uma “retaliação severa”, aumentando a pressão política na região petrolífera. Com a subida dos preços do petróleo logo após o ataque, ações de empresas do setor subiram, ajudando a impulsionar algumas bolsas do Velho Continente.

Com isso, o índice pan-europeu Stoxx 600 caiu 0,34%, a 418,29 pontos. Na comparação semanal houve queda de 0,35%.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 subiu 0,24%, a 7.622,40 pontos. Enquanto as ações do Barclays (-1,03) e Antofagasta (-2,35) caíram, as petrolífera BP registrou alta de 2,75%. Na comparação semanal, Londres caiu 0,29%. Na Bolsa de Paris, o índice CAC 40 também fechou em território positivo perto da estabilidade em alta de 0,04, a 6.044,16 pontos.

O índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, fechou em queda de 1,25%, aos 13.219,14 pontos. Na comparação semanal houve queda de 0,88%. Destaque para ações da Lufthansa que se desvalorizaram 6,65%. As ações do Deutsche Bank caíram 1,32%.

As bolsas europeias ficaram praticamente todo o dia no vermelho. O foco de investidores foi a nova escalada de tensões no Oriente Médio após o ataque aéreo americano no Iraque, com objetivo de matar o general Suleimani. O bombardeio aconteceu após invasão da embaixada dos EUA em Bagdá por milicianos do Irã.

O líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, alertou que uma “retaliação severa está aguardando” Washington após o ataque, afirmando também que “povo da região não permitirá mais que os americanos fiquem”.

Em entrevista à Fox News, o Secretário de Estado americano, Mike Poppeo, minimizou a reação iraniana e disse não acreditar em retaliação, mas afirmou que “Trump está preparado para responder adequadamente a qualquer ameaça”. Pompeo também disse que a ação americana em Bagdá impediu um iminente ataque que estaria sendo articulado pelo general iraniano contra os EUA.

O ataque americano aumenta o risco de um conflito militar “significativo” entre os EUA e o Oriente Médio, “uma possibilidade que o mercado agora precisa levar em consideração”, aponta o Rabobank em relatório divulgado pela manhã. A instituição lembra que, ainda que a administração de Trump em geral pareça avessa ao conflito militar na região, o processo de impeachment contra ele, o declínio em sua popularidade e as eleições neste ano podem ter pesado.

Em Milão, o índice FTSE MIB registrou queda de 0,56%, para 23.702,35. Na comparação semanal houve queda de 0,23%.

O índice Ibex 35, da Bolsa de Madri, fechou em queda de 0,46%, a 9.646,60 pontos, com queda também na comparação semanal de 0,56%.

O índice PSI 20, da Bolsa de Lisboa, caiu 0,45% a 5.242,13 pontos, com queda semanal de 0,52%.




O QUE É O GUIA DO ATIRADOR ESPORTIVO?

O Tiro Esportivo é um esporte fascinante. Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.

Compre agora sua arma, sem precisar de despachante!

-

Confira:

Open chat
1
Como posso ajudar?
Powered by